6 de dezembro de 2016

(Colaboração) Viagens gastronômicas – Dim Sum

Depois de uma tentativa frustrada, eu finalmente consegui incluir o blog na RBBV - Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem, uma comunidade composta de mais de 650 blogueiros que publicam sobre diferentes temas diretamente ligado a turismo e viagens. A RBBV é uma comunidade super comprometida, além de oferecerem inúmeras dicas e recursos para blogueiros melhorarem seu blogs e aumentarem o impacto de seus artigos.

Foi também por meio da RBBV que eu colaborei com outro blog super legal, o Cantinho de Ná, quem tem várias dicas de viagens muito legais, além de ajudar viajantes a planejar suas férias. Minha colaboração foi na seção de 'Viagens Gastronômicas' que falam sobre diferentes culinárias típicas e onde você pode encontrá-las em diferentes lugares do mundo.

Como não podia deixar de ser, eu compartilher algumas dicas sobre o prato mais famoso de Hong Kong: o dim sum!


Obrigada Cynara por me dar a oportunidade de participar do seu blog! Agora já sei onde comer um bom dim sum, mesmo fora de Hong Kong!

Fiquem atentos para futuras colaborações e participação em outros blogs! 
#projetoescrevermaisem2017

14 de novembro de 2016

Trick Eye Museum - Dica de turismo em Hong Kong

Minha carreira de pseudo-blogueira finalmente está rendendo frutos! Semana passada eu fui convidada para conhecer o Trick Eye Museum, um museu onde as ‘obras de arte’ são 3D e interativas! Ou seja, a diversão está em ser parte da obra que, através de ilusões de ótica e diferentes perspectivas criam efeitos super legais quando você tira fotos!

O primeiro Trick Eye Museum foi aberto em 2010 em Seoul, na Coréia do Sul e desde então se espalhou por diversas cidades na Ásia. Pesquisando mais, eu descobri que o museu utiliza uma técnica conhecida como ‘Trompe-l’oeil’, que consiste em pintar pisos e paredes para dar a sensação de continuidade a um espaço e criar novas paisagens em lugares fechados. A novidade do museu é aliar essa técnica à construção do efeito 3D por meio de perspectiva forçada. Parece complicado, mas nas fotos dá para ver bem como funciona!


Subindo pelas paredes!

Na era das mídias sociais, o Trick Eye é um passeio imperdível pra quem gosta de tirar fotos engraçadas e criativas para compartilhar (e ganhas muitas curtidas)! Você pode olhar, encostar e até subir nas pinturas – isso faz parte da diversão!

Socorro!
Algumas obras tem referências a pintores e artistas ja consagrados mundialmente, enquanto que outras exploram paisagens típicas de Hong Kong. Muitas são simplesmente malucas, haha!


Sobrevivendo a uma verdadeira explosão artistica! Ha... ha... ha...

O Trick Eye Museum fica no Peak Galleria, o shopping que fica no alto do Victoria Peak, um dos principais cartões postais da cidade. Visitar o museu é uma parada bem-vinda para quem visita o Peak, dá para descansar um pouco e tirar fotos incríveis!

Levitando!

Quem manda aqui agora?
O Trick Eye Museum fica aberto o ano inteiro, de segunda à domingo, das 10 da manhã até as 9 da noite. Para mais informações, basta visitar o site trickeye.com/hongkong/ ou a página do museu no Facebook!

28 de outubro de 2016

A maior escada do mundo!

A BBC publicou ontem um artigo muito legal sobre um dos simbolos mais icônicos de Hong Kong: suas famosas escadas rolantes!


À primeira vista pode parecer estranho pensar na importância que escadas rolantes podem ter para uma cidade. Nós estamos acostumados a ver escadas rolantes em shoppings e edificios comerciais, cujo principal objetivo é apenas a comodidade dos visitantes.

fonte: virtualtourist.com

Mas em Hong Kong, uma cidade de clima extremamamente quente e abafado, as escadas rolantes são uma parte importante da 'infrestrutura' da cidade! E as escadas rolantes de Mid-levels são um bom exemplo de como uma intervenção simples causou grandes mudanças na dinâmica desse bairro tão famoso de Hong Kong.

Mid-levels (que literalmente significa 'nível do meio' - nesse caso entre o mar e o famoso Victoria Peak) é um dos bairros mais pop de Hong Kong. Eu diria que é a Vila Madalena de São Paulo, haha, incluindo as ladeiras e tudo! Suas ruazinhas apertadas e íngremes fazem com que os Mid-levels sejam um lugar ideal para lojinhas independentes, marcas descoladas, bares e outras atividades de comércio hipsters alternativas.

As escadas rolantes são realmente uma mão na roda - sacaram o trocadilho? - para quem visita a região. Como eu falei, Hong Kong é muuuuito abafado no verão, então basta subir as ladeiras por poucos minutos e logo você já está suando, eca! As escadas resolvem esse problema: não aliviam o calor, mas pelo menos evitam que a maquiagem derreta e as famosas 'pizzas' debaixo do braço.

As escadas rolantes vistas de cima. Fonte: virtualtourist.com

Minha área favorita de Mid-levels é em Soho, onde existem vários bares e restaurantes muito bons... e caros. Para minha sorte, muitos restaurantes na área oferecem uma promoção de 2-por-1 às segundas-feiras!

Se você vier a Hong Kong, eu definitivamente recomendo passar uma tarde passeando pelas escadas!